Vandalismo no Bairro dos Formarigos

Vandalismo no Bairro dos Formarigos

Ontem referenciámos que era difícil, mas necessário e obrigatório. Queremos com isto dizer que não vivemos uma época normal, que as restrições já são muito prolongadas e que nos custam a todos.

Estamos numa época em que temos espaços culturais e não os podemos utilizar, temos espaços de fé e religião e não os podemos utilizar, temos espaços de lazer e não os podemos utilizar, temos espaços desportivos e não os podemos utilizar, etc., etc., etc..

Ou então, se pudermos utilizar é com restrições. Ontem não fechámos os polidesportivos porque nos apeteceu, fechámos porque existe um despacho que nos leva a cumprir o deliberado.

Queremos ser responsáveis e ajudar a minimizar a disseminação desta praga, mas também contamos com o apoio e a colaboração da população. Os espaços públicos não deviam ser objeto de revolta e de prática de atos de vandalismo por quem utiliza ou pretende utilizar.

Lamentamos profundamente o rebentamento do cadeado colocado no polidesportivo dos Formarigos assim como a vandalização das tabelas de basquetebol. É verdade que todos temos direitos, mas não nos podemos esquecer que também temos deveres, a inclusão e a socialização também passam por aí.